Entendendo os projetos  de Juliana

A paixão da cantora Juliana D Passos pela riqueza da cultura africana foi a motivação que sua alma de artista encontrou para a criação do Macumbaria, um projeto que busca exaltar a negritude como base da formação das raízes nacionais e da identidade cultural brasileira.


Com um DNA essencialmente musical, o Macumbaria nasceu da adaptação de cânticos da cultura Yorubà a novos ritmos, ainda oriundos do complexo e multifacetado universo da cultura negra e difundidos em nível mundial, como o soul, o reggae, o maracatu, o hip-hop.

Desse trabalho de adaptação e mistura de ritmos, surgiu um show musical e de dança, que rendeu sete prestigiadas apresentações entre Florianópolis e São José.
 

O Macumbaria se liga à personalidade negra miscigenada de Juliana D Passos e se apresenta como um projeto inspirado em ritmos, cores e na musicalidade da cultura negra como um todo.

E é justamente a curiosidade, a paixão e o desejo de exaltar a negritude e a ampla influência dos elementos da cultura negra, em suas diferentes manifestações, que fez com que Juliana imaginasse novos contornos para o projeto.

O Juliana D Passos e a Macumbaria que agora a artista idealiza, vai além do show já apresentado, ganhando legítimos ares de espetáculo musical a partir de diversificados elementos como música, dança, performance teatral e outros elementos artísticos e folclóricos totalmente inspirados e fiéis à matriz africana, que reside na raiz da identidade brasileira.

Na realização deste projeto de escopo mais amplo, estão previstas, em todas as etapas e aspectos envolvidos na realização e apresentação do espetáculo, as marcas da cultura e da influência negra.

Algo que passa, por exemplo, pelos instrumentos africanos, pelas estampas étnicas e típicas do universo tribal, pelas máscaras e esculturas que remetem aos usos e costumes, e até mesmo pelo misticismo típico do povo africano. O Juliana D Passos e a Macumbaria planeja referências, inclusive, a elementos como os metais, o barro e a madeira, muito utilizados na manufatura de objetos e no artesanato afro, além da inspiração em elementos da natureza, como folhas e conchas.

 

Foto: Gustavo Avohai

Foto: Tiago Lautert

Para além do interesse musical, a vida de Juliana D Passos é repleta de ligação com a cultura africana. Algo que está refletido, antes de mais nada, na sua origem, como descendente direta de africanos. Sua bisavó chegou ao Brasil em navio negreiro e seu avô foi adotado por outra família por conta da Lei do Ventre Livre. Um processo que também determinou uma ligação familiar com a religiosidade de matriz africana.

 

Desde a infância, os parentes eram vinculados aos cultos afro-brasileiros, o que fez com que os orixás e entidades fossem muito presentes em sua vida, apontando para sua missão espiritual no caminho da Umbanda.

Já na vida adulta, conheceu o Centro Espírita São José (CESJ), uma das mais antigas casas dedicadas aos cultos afro-brasileiros em Florianópolis, Santa Catarina. Foi então que sua religiosidade se definiu e ela passou a dedicar-se ao culto dos orixás. Isso sem contar que o CESJ também já publicou, com a editora Madras, um livro psicografado e tem outros dois em edição; criou e mantém um site sobre religiosidade; abriga adeptos compositores de pontos; além de apoiar operacionalmente todos os projetos culturais de Juliana, o que torna a casa um legítimo centro de produção cultural afro-brasileira.

Foto: Luiza Filippo

 

SHOWS |      contato@julianadpassos.com.br     (48) 99105-4292

 

IMPRENSA |     leticia@julianadpassos.com.br    (48) 99947-9228

 
0
  • facebook
  • instagram
  • youtube

© 2019 by Juliana D Passos Produções Artísticas